Imagens em Movimento

Loading...

segunda-feira, 24 de maio de 2010

O que pensa um Juíz sobre Lula e o PT



E-mail de um Juiz amigo meu - vale a pena ler

Por Diego Polachini

Tenho o prazer de ter no rol de amigos um grande Juiz de Direito. Mais que um magistrado experimentado, um homem digno, politizado e acima de tudo: consciente. Em uma troca de e-mails sobre as canalhices do atual governo - Lula e o petismo - este Juiz escreveu o texto que segue abaixo.

Não poderia deixar de compartilhar com vocês, nobres leitores deste blog, o que pensa um magistrado sobre o governo do PT e o que pode vir pela frente. Infelizmente, por questões de força maior, seu nome não será publicado. É lamentável saber que magistrados não possam externar suas ideias e pensamentos sobre a política nacional, mesmo sabendo da sua inerência à vida de todos nós.

Segue:

"Prezado amigo Diego, não se preocupe.
Somos, talvez, a minoria. Mas não somos tão poucos assim. E, ao nosso lado, está aquilo que constitui a verdadeira base do progresso de qualquer sociedade: DISCERNIMENTO.

Não sou pró-Serra. Sou anti-Lula. E já votei no Lula uma vez (2002), mas logo percebi que havia ajudado a eleger um mafioso.
Lula usa táticas de Maquiavel, Lênin e Hitler. Sua principal arma é a transmutação da verdade em mentira e da mentira em verdade, por meio da desinformação e da contra-informação das massas ignorantes e do apoio de pseudo-intelectuais de esquerda. É um demogogo hábil, mas sua "popularidade" só é alta graças à indigência cultural, econômica ou moral de 76% dos brasileiros (se o percentual não foi manipulado, claro).

Lula é uma escória que se identifica com a escória e é por ela identificado.
A escória que gosta de furar fila, rasgar livro, ganhar sem trabalhar, empregar parente, falar mal de quem estuda, discriminar banco pobre de preto pobre por cotas raciais, gabar-se da própria ignorância, justificar o próprio crime dizendo que todo mundo faz o mesmo, achar que está acima da Lei e da Justiça e que os outros são otários. Tudo isso é Lula.

O pior é que boa parte da imprensa, não sei se por estar comprada ou por falta de inteligência, faz vista grossa às ilegalidades e imoralidades do governo.
E qual a desculpa do povão? Lula acabou com a inflação (burrice, quem fez isso foi FHC), Lula criou o bolsa-família (o bolsa-família é uma deturpação vergonhosa do bolsa-escola do governo anterior).

E as obras superfaturadas e "superfraturadas" que o TCU embargou, mas que Lula mandou tocar em nome da propaganda eleitoral enganosa e ilícita? O povão não sabe nem o que é TCU.

E o dinheiro dos nossos impostos que vai para os invasores do MST, via ONGS? Povão não paga imposto de renda, então não se importa.
E assim vamos nós, nesse imenso curral eleitoral chamado Brasil, onde quem estuda é visto como "elite" e como se "elite" fosse um termo pejorativo...
Felizmente, ainda há muitos bons jornalistas e cidadãos que querem e farão um Brasil melhor. Apesar de tudo isso.
Abraço".


Comento:

Prefiro fazer parte desta minoria que o nobre amigo magistrado também diz se enquadrar. Sou feliz por fazer parte dos 24% que têm "discernimento" como bem destacou o autor acima. De resto, subscrevo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário