Imagens em Movimento

Loading...

domingo, 23 de maio de 2010

Imbecís brasileiros sem memória



Imbecís brasileiros sem memória

Que o Serra prossiga na sua estratégia de colocar Lula acima do bem e do mal, se acha que isto é o mais correto, e que ele e o país arquem com as conseqüências depois. Afinal de contas, Lula tem 76% de “popularidade”, não é mesmo? E não é candidato, certo? Não no papel, pelo menos, já que está empenhado, claramente, num terceiro mandato por procuração.

Seja como for, a oposição tem que parar com essa história de não falar mal do Lula por causa dessa “popularidade” comprada com dinheiro público. Tem que falar mal, sim. Tem que falar da propaganda enganosa, do culto à personalidade, das gafes monumentais, da ignorância crassa, da boçalidade explícita, da mitomania, da megalomania, da usurpação das realizações de governos anteriores, do Golpe do Mensalão Nacional, da compra do PTB, do propinoduto do bingo, do estupro do sigilo bancário do “simples” caseiro, da estarrecedora denúncia de Duda Mendonça sobre a eleição de 2002, do financiamento ilícito de campanha, da denúncia - jamais apurada -de dinheiro das Farc e de Cuba na eleição de 2002, do Marcos Valério, do Delúbio, do Zé Dirceu, do Silvinho, do Genoíno, do Berzoíne, do Palócci, dos dossiês, dos aloprados, do Partido da Bandidagem, das contas pessoais pagas pelo Okamoto, do compadre Teixeira, da VarigLog, do Lulinha, do Vavá, do Sarney, do Renan, do Collor, do Fidel, do Hugo Chávez, do Evo, do colar de folhas de coca, da propagação epidêmica do crack no país, do Boi e dos bois, da morte do preso político cubano, da extradição dos boxeadores cubanos, da proteção a membros das Farc e terroristas diversos, do apoio às Farc, do apoio ao golpe bolivariano em Honduras, do financiamento de protoditaduras bolivarianas, da entrega de instalações da Petrobrás ao índio cocalero, das tentativas de amordaçar a imprensa, da compra da imprensa, das negociatas da Oi e da Telebrás, do golpe da Bancoop, dos fundos de pensão, das CPIs (inclusive da Petrobrás) sabotadas pelos governistas, do uso abusivo dos cartões corporativos, do fiasco da política externa, do apoio à bomba nuclear iraniana, da subordinação aos ditames do Foro de São Paulo, do desenfreado aparelhamento da máquina pública, do financiamento de uma organização paramilitar (MST), do “patrimonialismo selvagem”, do uso eleitoreiro da máquina pública, dos crimes eleitorais, dos institutos de pesquisas fajutos, das mentiras, do despreparo e do passado negro da candidata biônica, da campanha eleitoral antecipada desde o início de 2009, da degradação da ética, da política e das instituições republicanas, da inacreditável dívida pública, da irresponsabilidade fiscal, da carga tributária escorchante, dos juros astronômicos, do pibezinho, do pouco investimento em infraestrutura, da roubalheira e do fracasso do PAC, da roubalheira na organização dos Jogos Panamericanos, da roubalheira na organização da Copa do Mundo, dos currais eleitorais do “bolsismo”, da tentativa de golpe bolivariano pelo PNDH-3, e de coisas (muitas outras coisas!) que tais…

Aliás, vou mais além até: se é necessário calar sobre tudo isso para ganhar a eleição, face à manifesta imbecilidade e conivência do povo brasileiro, não contem comigo! Estou pronto para perder!

Nenhum comentário:

Postar um comentário