Imagens em Movimento

Loading...

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Minhas impressões sobre mais uma batalha eleitoral



Coisas que valem a pena compartilhar

Por Diego Polachini

No próximo dia 3 de outubro concluo minha terceira campanha eleitoral. Não como candidato, claro. Apesar dos meus quase 25 anos, um menino entre os dinossauros, chego até aqui com três grandes experiências que vão além de meramente profissionais, mas aprendizados para toda vida.

Em 2008 tive a grande oportunidade de coordenar as gravações, edições, produção de conteúdo e grade de programação dos candidatos a vereador da coligação que elegeu Valdomiro Lopes prefeito. Eram mais de 130 candidatos sob minha responsabilidade. E que responsabilidade.

Quem já trabalhou com candidatos a vereador sabe o quanto é difícil lidar com eles. Todos ansiosos para aparecer na TV e tentar conquistar a simpatia do público. Meu celular tocava 130 vezes por dia, às vezes mais, com cobranças do tipo “você quer me ferrar”, ou “está favorecendo o outro”. Uma loucura.

Mas foi tudo muito bem. Acredito que tirei de letra. Passei noites em claro editando programas ao lado do meu amigo Ibraim. Para descansar um pouco deitava no chão do estúdio na tentativa de aliviar a tensão. Mas valeu a pena. Foram 11 vereadores eleitos nesta coligação, a maior da história.

Ao mesmo tempo, naquela ocasião, cuidava um pouco de longe dos materiais do então candidato a vereador Paulo Pauléra. Fizemos dois excelentes VTs que deram total destaque a ele, que alcançou 3.465 votos. Além disso, uma boa parte do conteúdo impresso foi produzido por mim nos intervalos entre uma edição e outra, entre um marmitex e um copo de coca.

Dois anos depois, hoje, para ser mais preciso, tive a honra de fazer toda a campanha visual e de conteúdo de Pauléra, que é candidato a deputado estadual com o número 11.999. Formei os conceitos, o site e o twitter (apesar de não ser a mola propulsora da campanha pelo perfil do candidato), além da assessoria com a imprensa e demais veículos de comunicação.

Estamos a dois dias do pleito e posso considerar uma campanha vitoriosa em vários aspectos. Todo o planejamento estratégico pensado ainda em fevereiro deste ano aconteceu perfeitamente. Os prazos, a estrutura, o material, tudo conforme colocado no papel.

Um fato curioso: muitos candidatos disseram que “nos precipitamos” ao sair na frente com nossa campanha visual ainda em julho. Chamaram-nos de “loucos” e que não teríamos “fôlego para a chegada”. Erraram. Nossos passos foram dados de acordo com o tamanho das pernas e sabíamos como seria esta chegada.

Ficamos com os famosos “clones” do Pauléra 25 dias sozinhos nas ruas de Rio Preto. Nenhuma outra placa ou cavalete dividia o palco com a gente. Toda a cidade tomou conhecimento da candidatura de Pauléra a deputado estadual de uma maneira diferente e criativa, levando a imprensa a noticiar por várias vezes os “bonecos” nos canteiros e rotatórias das avenidas.

Criamos materiais específicos para cada segmento e cidades trabalhadas. Trabalhamos puramente com a verdade, sem invenções nem mentiras para conquistar votos. Mostramos quem de fato é Paulo Pauléra, como trabalhou, o que pensa e o que pretende fazer para nossa rica região de Rio Preto.

A vitória ainda não aconteceu e nem sabemos se ela verdadeiramente virá. A única certeza que tenho é que todos os envolvidos nesta campanha vão sair maiores do que entraram, principalmente Paulo Pauléra. Não dá pra saber a quantia de votos recolhidos nas urnas, mas certamente o atual candidato a deputado estadual será visto com outros olhos pela população rio-pretense.

Não foi preciso “pendurar” em terceiros para fazer campanha. Pauléra jamais “grudou” sua imagem à de alguém “de mais prestígio” como fizeram outros candidatos. Seus votos serão absolutamente seus, sejam quantos forem. E disso ele poderá se orgulhar.

Estou plenamente satisfeito com tudo. Graças ao Deus Pai e seu amado Filho, Jesus Cristo.

Um comentário:

  1. Vim ler. Mas também vim convidar-te a seguirmos pelos blogs.Tudo para interagirmos
    Abraços e sigamos por aqui
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir